Governo do Distrito Federal
4/02/22 às 15h53 - Atualizado em 4/02/22 às 16h13

Agroindústrias de pescado e ovos do DF poderão pleitear a comercialização de seus produtos em todo o território nacional

 

A Secretaria da Agricultura do Distrito Federal (Seagri-DF) obteve a equivalência do Serviço de Inspeção do Distrito Federal junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na adesão ao Sisbi (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal) para pescados e ovos. Esse é um reconhecimento de que esse serviço da Seagri-DF segue os mesmos padrões de qualidade do Serviço de Inspeção Federal (SIF), executado pelo Mapa.

 

Com essa autorização, a Diretoria de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal e Animal (Dipova) da Seagri-DF poderá conferir a certificação do Sisbi às agroindústrias do Distrito Federal com registro na Dipova que atendam às exigências sanitárias e estruturais para adesão ao Sisbi. Com esse selo, os estabelecimentos poderão comercializar os seus produtos em todo o Brasil, diferentemente das indústrias que possuem apenas o selo de inspeção distrital (SID), cuja comercialização é restrita ao território do Distrito Federal.

 

Para a subsecretária de Defesa Agropecuária da Seagri-DF, Danielle Araújo, as principais vantagens do Sisbi são o rompimento das barreiras comerciais, a expansão dos mercados e o fortalecimento da agroindústria distrital. “Isso reflete no aumento da produção das agroindústrias locais de ovos e pescados, interferindo diretamente em toda a cadeia de produção do agronegócio. Com a possibilidade de comercializar para outras regiões do país, o produtor precisará adquirir mais matéria-prima, beneficiando direta e indiretamente outros agricultores locais”, destacou Danielle Araújo.

 

Segundo o diretor da Dipova, Marco Antônio Martins, atualmente há 5 estabelecimentos de pescados e 2 de ovos com selo de inspeção distrital interessadas em pleitear a adesão ao Sisbi. “O Serviço de Inspeção do DF já possui a equivalência do SISBI para produtos cárneos e lácteos desde 2012, e mais recentemente também para mel, em 2019. Esse reconhecimento atual para pescados e ovos representa um grande avanço para o Serviço de Inspeção Distrital, pois é uma confirmação do Ministério da Agricultura de que seguimos os mesmos padrões do serviço federal para inspeção desses produtos”, afirmou o diretor da Dipova.

 

A comercialização de pescados e ovos do Distrito Federal em todo o território nacional vai contribuir para o desenvolvimento local. “O aumento de produção agropecuária local gera emprego e renda no campo. Isso melhora a qualidade de vida das famílias que tiram o sustento da agroindústria, promove desenvolvimento em todo o DF, aquecendo a economia e garantindo mais qualidade de vida no campo”, concluiu a subsecretária de Defesa Agropecuária da Seagri-DF.

 

 

Texto e imagem: Ascom Seagri-DF