Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/02/18 às 15h52 - Atualizado em 20/11/18 às 15h35

Abertura oficial da Colheita de grãos 2017/2018

COMPARTILHAR

Produtores esperam colher mais de 850 mil toneladas de grãos nesta safra

 

A Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF) em parceria com a Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (COOPA-DF) realiza nesta sexta-feira, 2 de fevereiro, a Abertura da Colheita de grãos – Safra 2017/2018. Além da solenidade com a presença do Governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, o Secretário de Agricultura do DF, Argileu Martins e outras autoridades, a programação vai contar com um curso de regulagem de colheitadeira e apresentação de novas tecnologias para evitar perdas nas colheitas.

 

A expectativa de colheita de grãos no DF para esta safra é de 850 mil toneladas. A produção de milho deve ficar em 546 mil toneladas, soja 228 mil, sorgo 32 mil, feijão 36 mil e trigo 54 mil, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab),

 

Regularização Fundiária

Durante o evento 15 produtores recebem a documentação para a regularização fundiária de suas propriedades. “O contrato de concessão de uso permite aos produtores maior segurança jurídica, possibilitando o acesso ao crédito rural para implementação de tecnologias para o aumento da produção e da produtividade”, afirmou o secretário de Agricultura, Argileu Martins.

 

A medida reforça o combate ao parcelamento irregular do solo, e permite aos produtores maior estabilidade para empreender no setor agropecuário, propiciando a continuidade do crescimento do setor.

 

Avanços para os produtores

Durante a solenidade uma reivindicação histórica dos produtores será atendida com assinatura de portaria pela Secretaria da Fazenda, dando clareza ao ato cooperativo que anteriormente dificultava a relação cooperados/cooperativa e a comercialização dos produtos.

 

Também será assinada a Portaria Conjunta Seagri/Ibram N°001 regulamentando a Declaração de Conformidade da Atividade Agropecuária (DCAA) que reduz a burocracia para atividades agropecuárias com menor impacto ambiental.

 

A Portaria contempla atividades que antes não estavam na legislação como aquicultura, agroindústria de pequeno porte de origem animal sem abate e entrepostos de ovos, leite e mel, que são  fundamentais para o desenvolvimento rural do DF, e agora tem normatização.

 

Ascom Seagri